Carta aos Amigos Gaúchos – 61′ Aberto do RS

logo-fpg

 

 

 

São Paulo, 05 de setembro de 2016.

Aos meus queridos amigos gaúchos,

Cá estou novamente na capital paulista. Aqui onde nasci faço essa ode ao Rio Grande do Sul, onde neste fim de semana participei do 61º Aberto de Golfe do Estado do Rio Grande do Sul. O Belém Novo Golf Club é espetacular. Tudo que escutei e vi me impressionou. A começar pelo modelo de gestão até todos os demais benefícios para quem mora no condomínio. Ouvir um grupo de meninos e meninas cantar músicas do povo gaúcho foi muito emocionante. Mas vamos lá;

Ao desembarcar no Aeroporto Salgado Filho, Diudiu e eu pudemos apurar de cara a diferença do ar sulista do nosso aqui da capital. Mais puro e fresco transmitiu-nos uma sensação de relaxamento. Vejam que não estou me distanciando da dura realidade do nosso país e deixando passar a crise de segurança que o estado atravessa. Mas nem de longe me senti desprotegido ou amedrontado. Ao contrário, já de noite saímos a pé e andamos por alguns quarteirões da Av. Cristóvão Colombo de Porto alegre entrando nos estabelecimentos comerciais para fazer uma rápida comparação com o comércio da cidade e o da capital paulista. E a pé retornamos ao Hotel sem a menor preocupação. Externei isso aos meus queridos amigos Ademir Mazon e Ricardo de Rose ainda nesta mesma noite quando fomos ao Restaurante Parrilla Del Sur. Sensacional, diga-se de passagem.

No dia seguinte fui ao campo jogar golfe. Uma chuva digna do litoral paulista se abateu intermitente ao longo do dia, mesmo assim terminamos o jogo. Revi, conheci e joguei com grandes golfitas e mesmo um que me pareceu ansioso pela quantidade de pontos que fazia buraco a buraco. Ele então perguntava, “Quantos pontos fiz?” Apesar da chuva o campo agüentou praticamente todo o dia dando sinais de que é muito bem cuidado e o zelo o fez suportar o grande volume de água que caiu.

Mas o grande momento mesmo veio no buraco 8 onde deixei registrado nos anais do golfe o mergulho no lago do meu carrinho com minha taqueira. Tudo devidamente documentado em vídeo que deve estar no ar, logo mais, para delírio dos meus fãs e amigos golfistas. Show pela calma que lidei e pelo doble boogie que salvei, mesmo com bola na água. Por falar nisso 28 lagos não me assustaram e mesmo no buraco 16 com água frontal desde o tee de saída, joguei muito bem.

Já o buraco 19 foi espetacular. Churrasco, golfe, vinho, projetos, troca de informações e principalmente uma grande aproximação do golfe gaúcho com o golfe paulista. Esta é a síntese que faço aos meus conterrâneos paulistas, mineiros, sulmatogrossenses, gaúchos e brasileiros: Tenho tido ao longo destes 3 anos à frente da Federação Paulista de Golfe a grande satisfação de conhecer e aproximar as pessoas e ainda por cima ajudar nosso tão querido esporte a crescer.

Por fim quero deixar meu apreço ao Ricardo de Rose, presidente da Federação Riograndense de Golfe pela receptividade dada a nossa equipe e em particular a mim e a minha esposa.

Foram três dias inesquecíveis.

Do Passo do Bandeirante, das Terras de Piratininga e do Rio Ipiranga as minhas cordiais saudações,

 

Antonio Carlos Padula

Presidente da Federação Paulista de Golfe

11 5539-5326  5575-7249  5070-4700  981-369-352

Leia a carta na integra, clicando aqui.

Para assistir este e demais vídeos da FRGG TV, clique aqui.

Artigos semelhantes

Topo